Hoje o mundo calça “Made in Portugal”

Hoje, a indústria do calçado é uma das raras histórias de sucesso da indústria portuguesa e fabrica para as marcas internacionais mais respeitadas.

A Fabincal é uma empresa familiar criada em 1990 pela mão de António Augusto, exportando cerca de 100% de sua produção.

Fabrica cerca de 180 mil pares de sapatos por ano, 100% direccionados para o mercado externo, tendo recebido a distinção da PME Líder 2019 pelo seu excelente desempenho financeiro.

Primando pelos valores da qualidade, rigor e perfexcionismo, a Fabincal faz todo o trabalho de corte, costura e montagem do sapato que, depois de embalado, está pronto a seguir para a distribuição.

Se até há uns anos atrás era tabu dizer-se que as fábricas de calçado português produziam para marcas de renome internacional, hoje é um dado adquirido que muito nos orgulha.

No portfólio de marcas para as quais a Fabincal trabalha, podem encontrar-se grandes nomes como Emidio Tucci, Just Cavalli, Marlboro, Levi’s, Zara, Massimo Dutti, Benetton, Diesel, Snipe, Next, entre muitos outros.

Consciente desde o primeiro momento da necessidade de pensar o mundo enquanto global, António Augusto desenhou a estratégia da Fabincal assente na internacionalização.

Dois anos após a criação da empresa, António firmou parceria com Mário Cunha & Filhos, Lda., Empresa que se encarregaria de levar a Fabincal para o resto do mundo.

Dessa forma, o empresário português pôde congregar todos os seus esforços para a rigorosa gestão da empresa possibilitando, assim, um controlo rigoroso sobre a produção de modo a oferecer um produto de altíssima qualidade.

A estratégia rendeu-lhe um rápido crescimento no mercado europeu.

Hoje, António Augusto exporta o seu calçado para Espanha, Itália, Alemanha e Inglaterra. Alcançar novos continentes é o objetivo!

“A grande força motriz da empresa são as pessoas com quem trabalho”, diz o CEO da empresa.

As palavras são de António Augusto cuja forma de ver o negócio pode explicar, em grande medida, não apenas o sucesso do mesmo, como também o tempo de casa que grande parte dos funcionários da Fabincal tem.

Dos atuais 70 funcionários, grande parte está na Fabincal há mais de duas décadas.

E, apesar do cenário difícil no país, a empresa não fala em demissões, mas em novas admissões.

Quando questionado sobre o futuro da Fabincal, António Augusto diz: “isso não será mais a minha tarefa. Como podem ver, eu tenho os meus três filhos aqui a trabalhar lado a lado com o pai”.

Em processo de passagem de pasta, o futuro da empresa já não passará por António, mas sim pelos seus filhos Hugo, Filipe e Leandra.

 

Esta é a nova geração que, dia após dia, constrói o futuro da empresa, combinando dedicação à filosofia de rigor, qualidade e perfeccionismo, além de inovação!

 

Add Comment